Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2013

Em que mundo você vive?

Existe uma expressão muito conhecida que é: "Você parece que vive no mundo da lua" Falamos isso quando uma pessoa está completamente desatenta ao que estamos falando ou quando a pessoa não consegue se aperceber das coisas a sua volta; outras, já são tão observadoras e atentas a tudo, que até exageram, pois estão atentas, até mesmo às coisas que nem lhe diz respeito, mas sobre estas podemos falar outro dia... Então vamos falar dos que "vivem no mundo natural"; o mundo natural é o dos cinco sentidos, que é uma dádiva para o ser humano, e quando um deles falta, os outros ficam mais apurados em suas funções para poder ajudar a pessoa a se adaptar melhor com as condições na qual foi imposta.

A visão é a primeira porta de entrada para a maioria das coisas que vivemos, sejam elas boas ou más, por ela captamos a imagem de longe e com as informações recebidas, nosso cérebro reage e à transporta para que todo o nosso corpo sinta aquilo que estamos vendo. Vemos cenas incríveis …

O orgulho do Imperador

Em uma época na qual os poderosos faziam suas próprias leis, quando o mundo era algo a ser conquistado a qualquer preço, reis e imperadores escreveram suas próprias histórias e inspiravam inúmeras lendas. Uma delas passada de geração a geração, conta que ao regressar vitorioso de suas investidas pelos reinos da Europa, trazendo riquezas e prisioneiros, o imperador mandou preparar um suntuoso banquete, ainda embriagado pelo orgulho de suas recentes conquistas disse diante dos seus convidados: “ Tenho realizado inúmeras conquistas e o meu império se espalha por todos os povos e nações, meu exército é o mais poderoso do mundo, por isso, sou temido por meus inimigos e admirado pelo meu povo. A partir de hoje, decreto que devo ser tratado como Deus, pois é isso mesmo que sou, Deus”.

O Perfeito Sacrifício - V

“O sentido mais profundo do dízimo é que os cem por cento pertencem totalmente a Deus e quando Lhe devolvemos os dez por cento, estamos assumindo o privilégio de poder usar os outros noventa. Tudo pertencia a Deus até que a primeira porção, o dízimo, houvesse sido oferecida e aceita em lugar do todo. Só então o homem podia usar os demais 90% para si.” Por isso tem de ser os primeiros dez por cento! Você recebe o dinheiro que é de Deus. Se mexer no que é de Deus, está mexendo no que não é seu, por isso em Malaquias 3:8 Ele chama de ladrão aquele que não traz o dízimo. Então, quando você entrega os primeiros dez por cento, recebe o direito de utilizar os 90% restantes e de se beneficiar da promessa feita nos versículos 10, 11 e 12 de Malaquias 3. Eu, sinceramente, acho isso o máximo. É maravilhoso ter a oportunidade de fazer essa parceria com Deus. Deus não quer seu dinheiro, Ele quer a sua fidelidade. Quando você recebe o dinheiro e tem uma porção de contas para pagar (como todos nós tem…

O Perfeito Sacrifício - IV

“O filho honra o pai, e o servo, ao seu senhor. Se eu sou Pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o respeito para comigo? – diz o Senhor dos Exércitos a vós outros, ó sacerdotes que desprezais o meu nome. Vós dizeis: Em que desprezamos nós o teu nome? Ofereceis sobre o meu altar pão imundo e ainda perguntais: em que te havemos profanado? Nisto, que pensais: A mesa do Senhor é desprezível. Quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal?
Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? – diz o Senhor dos Exércitos. Agora, pois, suplicai o favor de Deus, que nos conceda a sua graça; mas, com tais ofertas nas vossas mãos, aceitará ele a vossa pessoa? – diz o Senhor dos Exércitos.” De repente você está orando, orando há tempos, suplicando o favor de Deus, mas nada acontece. O próprio Deus te faz essa pergunta: com esse tipo de oferta, como você vai ser aceito? Aí…

O Perfeito Sacrifício - III

“Cumprir com suas obrigações e realizar todas as suas tarefas como se Deus fosse o seu patrão é o que se espera do cristão. Infelizmente, até mesmo no trabalho secular da Igreja, muitos, inclusive obreiros e pastores, têm executado suas tarefas de qualquer maneira. De que adianta para essa gente ir à igreja, orar, chorar, jejuar, ler a Bíblia e não fazer isto ou aquilo, se o trabalho secular que realizam para a obra de Deus é mal feito?” Muito legal o Bispo falar sobre isso. Se isso é ruim nas empresas em geral, dentro da igreja é pior ainda! Se quando você está trabalhando lá fora tem de enxergar as coisas como se Deus fosse o seu chefe e fazer tudo para Ele, como se trabalhasse na Obra, dentro da igreja ainda mais! Humanamente falando, você trabalha em uma empresa, mas essa empresa tem um objetivo espiritual bem definido. Deus é seu chefe e é a Ele que você vai prestar contas. Pelo menos é assim que eu entendo. É necessário ter temor. Deus é meu chefe, e Ele é um excelente chefe! Não…

O Perfeito Sacrifício - II

“Tudo o que uma pessoa cristã é ou faz constitui uma oferta direta ou indireta para Deus. Qualquer trabalho a executar, seja para Deus ou para um ímpio qualquer, representa o seu sacrifício para Deus, uma vez que, como cidadão do Reino de Deus e luz do mundo, é obrigação do cristão dar o melhor testemunho d’Aquele que vive e reina no seu interior, através de um comportamento cristão exemplar.” Infelizmente não é o que vemos por aí.

O Perfeito Sacrifício - I

Mais um livro pequenininho, mas que valeria por uma enciclopédia. Nesse eu me empolguei. Se fosse colocar e comentar todos os trechos que gostei e achei mais fortes, transcreveria o livro inteiro. A questão das ofertas é muito mal compreendida, tanto lá fora quanto dentro das igrejas. Quando se fala em oferta, as pessoas logo pensam em dinheiro, não é mesmo? Mas o que o Bispo Macedo explica no livro “O Perfeito Sacrifício” (Editora Unipro) é que o conceito de oferta é muito mais amplo do que isso. “Quando nos referimos às ofertas não estamos falando necessariamente “dinheiro”, mas tudo o que se dedica a Deus, por mais simples que seja. É aí que o coração de cada um é revelado. O empregado cristão deve executar o seu trabalho como se o fizesse para Deus; da mesma forma, o patrão cristão deve tratar o empregado como se estivesse lidando com o Senhor Jesus, que foi o Servo dos servos. Em outras palavra, devemos dar o melhor em tudo o que fazemos. “ A Bíblia fala sobre fazer seu trabalho co…

A viagem da Humildade

Conta-se que a Humildade resolveu fazer uma viagem, para abençoar o povo que vivia em uma terra distante e muito pobre. Não havia entre aquela gente, ninguém abençoado; o povo vivia na mais completa miséria, sem rei e sem rainha.
O caminho para aquela cidade era bastante longo e árduo, cheio de pedras e, ainda por cima, havia um rio muito caudaloso para atravessar. Por isso, a Humildade procurou um barco para transportá-la. O primeiro barco que encontrou era bonito e grande. Não ficava a dever aos mais famosos iates dos quais se tem notícia, e que navegam, como se costuma dizer, “pelos sete mares”. Tinha imensas velas, suas ferragens eram cobertas de ouro e a madeira do seu casco era a mais nobre que havia.
Assim que a Humildade lhe pediu ajuda, o barco se dispôs a colaborar, porém o pagamento que exigiu foi altíssimo: queria que a Humildade lhe desse glória e admiração, por sua beleza e força. Ela não tinha como pagar o preço desejado por aquele barco e, assim, outro passageiro o alugou…