Avançar para o conteúdo principal

A árvore e seus frutos


Eu observo esta árvore já faz algum tempo, pena não ter tirado foto dela em todas as estações do ano, ela é linda, forte, frondosa, eu gosto de olhar para ela e ficar admirando e eu até digo que é "minha árvore", é inevitável passar por ela e não dizer isso.
Quando era criança morava numa casa que tinha um quintal com árvores, cada irmão tinha a sua árvore, a minha era a Pitangueira, eu gostava de brincar a sua sombra, subir e comer os seus frutos, ela dava tantos frutos docinhos… quando casei ainda tinha a minha Pitangueira, mas depois minha mãe cortou para construir no fundo do quintal.
Todas as árvores têm imenso valor, aliás elas fazem parte do equilíbrio do nosso planeta, no entanto, as frutíferas são especiais. Uma árvore é composta por raiz, tronco, galhos, folhas, flores e algumas produzem frutos. A terra onde ela estiver plantada, precisa estar bem tratada e irrigada, assim sendo, ela terá todas as condições para desenvolver.
No sentido espiritual, assim também somos cada um de nós, temos que ter nossas raízes bem firmadas numa "boa terra", bem irrigados com á "Água da Vida" e assim ter um tronco forte para suportar as tempestades da vida e nunca deixar de dar frutos. Para nós não pode existir época certa de colheita, nós temos que dar frutos em todo o tempo. Todas as vezes que Jesus vier até nós para colher frutos, Ele tem de os encontrar em qualquer estação do ano e frutos de qualidade.
De outra forma como ensina a "Parábola da figueira estéril" que há três anos não produzia frutos e estava prestes a ser cortada porque estava ocupando inutilmente a terra, quando recebeu a última oportunidade de produzir fruto (Lc. 13.07). Jesus nos tem dado esta mesma oportunidade de produzir frutos, não podemos chegar ao ponto de ser a figueira que Jesus amaldiçoou. Quando Jesus chegou até a figueira e não encontrou nenhum fruto, apenas folhas, a figueira foi amaldiçoada e secou até a raiz ( Mt. 21.19).

Todas as árvores possuem a sua beleza, mas as frutíferas, além da beleza e equilíbrio para a natureza, elas têm algo muito importante, alimentam… e nós temos que produzir frutos ao ponto de alimentar pessoas famintas de conhecer o Senhor Jesus, e todas as vezes que Jesus vier até nós para colher frutos, teremos para apresentá-lo.
Os frutos de qualidade que podemos produzir é o próprio fruto do Espírito que é:
Amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio (Gl. 05.22-23).
O Espírito Santo opera na vida do cristão para que este se torne cada vez mais parecido com Cristo, tanto no caráter como nas ações, desenvolvendo o amor, a alegria genuína e a paz interior. A medida que nos relacionamos com as pessoas, em casa, no trabalho, na escola, enfim na sociedade em geral, somos desafiados a produzir... paciência, benignidade, bondade, fidelidade, respeito, compaixão e etc... e tudo isso se torna marcante em nossas vidas e à medida que amadurecemos espiritualmente, desenvolvemos esta condição, a de ser árvores frutíferas diante do Senhor Jesus, e mais do que isso até, resgatamos a "Imagem de Deus" em nós.

É bem verdade, que não devemos e nem podemos julgar a ninguém e ninguém tem o direito de nos julgar, entretanto o próprio Senhor Jesus ensinou que "Toda  árvore se conhece pelo fruto", quem é de Cristo apresentam seus frutos e as pessoas ao redor verão e não só, serão beneficiadas, pois se alimentarão desses frutos, sejamos esta árvore pois...

...TODO O QUE DÁ FRUTO, ELE LIMPA PARA QUE PRODUZA MAIS FRUTO AINDA!
 João 15.2 

Comentários

Populares

A Besta

A descrição da primeira besta (anticristo) que emerge do mar aponta para um futuro líder supremo da Babilônia com poder mundial. A Babilônia vem tentando há séculos tomar posse de Jerusalém para estabelecer a sua Sede Mundial, eles tentaram através de guerras, mas agora estão tentando através de acordo de paz. A verdade é que Israel está disposto a pagar qualquer preço pela paz, mesmo que precise fazer incríveis concessões, pois eles irão fazer aliança com a besta. A segunda besta (falso profeta) que emerge da terra aponta para um judeu traidor de Israel com poder religioso e econômico.
Atualmente o mundo tem visto todas as nações se unindo em blocos econômicos. Há uma inteligência espiritual por detrás destes pactos econômicos e parece que esta inteligência quer formar vários blocos para poder controlar as nações em simultâneo e assim preparar o caminho para o anticristo. Paralela e sorrateiramente à formação destes blocos econômicos, há também um trabalho intenso no sentido de unir tod…

Café da Manhã ou Lanche da Tarde

Quem gosta de um ovo frito? Aqui estão algumas dicas divertidas de prepará-lo. E um lanchinho gostoso e criativo, você pode acompanhar com refrescos, café, chocolate, batidos, chá e aproveite para reunir a família e amigos ...

Quem não gosta de sentar a mesa para comer e ver essas coisas apetecíveis, é de deixar água na boca, aproveite essas ideias e melhore a apresentação e o sabor dos seus lanches...

Agora é só fazer, mãos a obra...

3 - Não é visto, mas é Amado

“Não havendo visto a Jesus, vós o amais” 1 PEDRO 01:08
- Mamãe, como é Jesus? De que jeito é o Seu rosto? – perguntou Luísa. Sua tia lhe havia dado um quadro de Jesus no seu aniversário e não era nada parecido com os outros quadros de Jesus que ela conhecia. Foi por isso que ela perguntou: - Como é Jesus? A mãe não pode dizer. - Não sei, benzinho. Ninguém sabe – respondeu ela. Quando Ele viveu aqui no mundo, ninguém fez um retrato dEle. Os quadros que temos são pintados por artistas que imaginaram como Ele devia ter sido. - Quer dizer – disse Luísa, - que todos os quadros de Jesus são faz-de-conta? - É sim – disse a mãe. - É o que podemos ter. Ninguém sabe mesmo qual foi a aparência dEle. Você acha que ainda pode amá-lO sem conhecer o Seu retrato? – perguntou sorrindo. - É claro que sim – disse Luísa. – Eu O amo sem saber como Ele é. Mas eu queria saber. - Você me faz lembrar de um versículo da Bíblia – disse a mamãe. – É assim “Não havendo visto a Jesus, vós o amais”. Foi o que Pedro escreveu…

Corajosos - A Resolução

Como policiais: Adam, Shane, Nathan e David enfrentam bravamente gangues violentas e o tráfico de drogas na cidade de Albany. No entanto, o maior desafio de sua vida não está nas ruas, mas dentro de casa. A relação de cada um desses homens com a esposa e os filhos está ruindo, mas nenhum deles faz nada para resolver a situação. Apenas quando uma tragédia se abate sobre Adam é que eles percebem que precisam mudar seu comportamento e reconquistar a confiança de suas famílias. Com a fé abalada, Adam começa a estudar a Bíblia para descobrir o que Deus espera dele como pai e o que deve fazer para se tornar uma pessoa melhor. Assim, descobre nas palavras de Jesus a sua verdadeira missão: deixar um legado positivo para seu filho e ajudar outros pais a colocar a família em primeiro lugar.Tocado por esse aprendizado, Adam inspira seus amigos a assinar um documento comprometendo-se a ser pais e maridos mais presentes. A "Resolução" acaba tomando uma proporção maior do que o imaginado …

O Arrebatamento

O paralelo entre os fatos mundiais e as profecias apocalípticas tem se estreitado a tal ponto, que não deixam nenhuma margem de dúvida de que já estamos vivendo o inicio do fim. Muito se tem falado a respeito da volta do Senhor Jesus, pelos sinais decorridos que antecedem a sua vinda.
Em todos os lugares há conflitos sociais, económicos, religiosos e raciais, em alguns países há guerra e em outros rumores de guerra. As grandes potências não cessam de armazenar armas cada vez mais poderosas, cada nação se previne contra as outras e o império das trevas vai avançando. As catástrofes naturais mostram uma natureza revoltada e cada vez mais destruidora, quanto mais a medicina avança, mais pessoas morrem com tantas doenças que afetam o mundo inteiro, famílias completamente destruídas, os vícios consumindo a vida e a dignidade do ser humano, as crianças sendo abandonadas em caixotes de lixo sem valor algum, o aumento incontrolável da prostituição infantil e abusos de pedofilia contra inocente…

Os 4 Cavaleiros do Apocalipse

Após o Arrebatamento da Igreja, começa o inicio de uma nova fase, a quarta e última época, pois a era da graça já passou. Com a abertura dos selos dá-se início ao período da Grande Tribulação. O Senhor Jesus começa a abrir os selos, só Ele tem autoridade para abri-los e o selo que Ele abre é uma ordem de Deus enviada para o mundo e para o juízo. Os primeiros quatro selos mostram quatro cavaleiros, sempre um homem e um cavalo; os cavalos e os cavaleiros apocalípticos são uma representação de velocidade e força, irresistíveis.
1) Cavalo Branco  Ele saiu vencendo e para vencer... Com toda a certeza este cavaleiro é um vulto sinistro, o mais perverso de toda história mundial: O anticristo, ele engana com o seu cavalo branco e com o seu discurso de paz entre os povos, usa gestos humildes e até tem aparência inofensiva, a fim de que todos possam depositar nele confiança e fé, ele fará com que a humanidade seja iludida, alcançará a simpatia e a credibilidade das nações com a sua projeção de p…

A fé que vem de Deus

A fé que está fundamentada na Palavra de Deus, não é superficial ou momentânea, mas profunda, forte e convicta porque combina com os propósitos de Deus.
A vontade de Deus é sempre a melhor para nós, muitas vezes achamos que aquilo que queremos ou pensamos é o correto e ficamos insistindo, como se os olhos estivessem fechados, sem querer enxergar; mas se não estiver de acordo com a vontade de Deus, não irá se realizar e o diabo se aproveita disso e vem com as as suas sugestões que mexem com o ego do ser humano, mas só enganam, iludem, são cheias de mentiras e o resultado será o fracasso, tristeza e perdição.

A fé vem pelo ouvir e ouvir a Palavra de Deus (ouvir, crer e praticar)... Até quando o ser humano irá aceitar a situação lamentável em que está a viver, não transpondo os seus próprios limites e dando o seu grito de revolta... A falta de fé tem levado muitos a uma vida de humilhação, derrotas, desespero, fracassos constantes e os problemas tem regado a vida arrastando-os como uma cor…

As Sete Taças de Flagelos

Este capítulo é uma introdução para os últimos juízos: os juízos das sete taças, estes últimos juízos têm muita semelhança com os juízos das sete trombetas, a grande diferença é que os flagelos destes sete anjos trazem as últimas e derradeiras pragas. O cálice da ira de Deus se encheu depois de ter esgotado todos os Seus recursos de misericórdia e compaixão por um povo de coração duro e rebelde. Quem lê, entenda; isto é uma sequência do Estudo do Apocalipse, as sete taças de flagelos serão derramadas no final da Grande Tribulação e até então Deus fez tudo pelo ser humano, mas nesta altura o tempo irá se esgotar e as últimas taças serão derramadas sobre a terra e atingirão todos os adoradores da besta.

 Primeira Taça    O anjo derramou a sua taça sobre a terra e os homens com a marca da besta e adoradores da sua imagem foram atingidos com úlceras malignas (Cancerígenas em estado avançado)


 Segunda Taça  O anjo derramou a sua taça no mar e este se tornou em sangue como de morto e morreu to…

Espírito Excelente

Daniel se distinguiu dentre presidentes e sátrapas, porque nele havia um espírito excelente; e o rei pensava em estabelece-lo sobre todo o reino. Dn 06.03
Ele se distinguiu porque temia a Deus, sua prioridade era agradar e obedecer ao seu Senhor, o Espírito Santo habitava nele, mas o próprio espírito de Daniel era excelente e o fazia ser diferente e melhor em tudo dos demais.
O teu espírito é visto quando você coloca excelência em tudo o que faz para glorificar à Deus diante dos homens, servindo da melhor maneira a Deus e aqueles que estão ao seu redor. A fidelidade a Deus e a dedicação em fazer o melhor em absolutamente tudo, sem deixar espaço para acusação dos invejosos, é responsabilidade sua.
Qual o significado da palavra excelente e quais as suas qualidades? Isso é muito importante para quem quer ter o espírito excelente, praticar o que se aprende para que a sua vida nunca mais seja a mesma. Significado de Excelente  Que possuí ou demonstra ótima qualidade; característica ou particular…

Sexta Carta: Igreja em Filadélfia

As características desta Igreja mostram a sua grandeza diante do Senhor; pois não há nenhuma censura com ela, senão só elogios. Apesar da Igreja em Filadélfia estar próxima daqueles que estavam espiritualmente mortos; ela se conservou viva e pura diante do Senhor. Esta Igreja pode representar os cristãos que mesmo devido a sua condição de fraqueza, ainda assim apresentam obras para Deus; porque não importa se a sua força é pequena ou grande, como o Senhor Jesus disse a esta Igreja, que ela tinha pouca força, entretanto guardou a Palavra e o Nome do Senhor, pois isto jamais influenciará na condição de se poder conquistar, desde que se mantenha o firme propósito de praticar a Palavra de Deus. Os seus trabalhos na Obra de Deus quase nunca aparecem diante dos demais; todavia, a sua fidelidade na obediência a Palavra de Deus fazem deles uma Igreja imaculada e irrepreensível perante o seu Senhor. Na carta a Igreja em Filadélfia o Senhor Jesus se revela como Santo e Verdadeiro... Santo signifi…